Guia do Vinho

O vinho e as coisas boas da vida

Tag: Vinhos da Itália

As Uvas: Primitivo e Aglianico

Na época romana, a região sul da Itália, que hoje compreende as províncias da Campânia, Basilicata e Puglia, era a responsável por fornecer os vinhos de maior qualidade do Império. Mas a história da vinicultura da região começa um pouco antes. Remonta ao período em que a região era colônia grega.

Ler mais

Vinhos do Piemonte II

Assim, como era de se esperar, a região é montanhosa, cortada por inúmeros rios que formam vales onde a drenagem do solo e a perfeita exposição ao sol favorecem o cultivo de uvas. O inverno costuma ser rigoroso e o verão quente costuma apresentar tempestades de granizo que podem comprometer a safra.

Ler mais

Vinhos da Itália – Sicília I e II

A Sicília é a ponte natural entre o Ocidente e a África Setentrional. Está situada quase no centro do mar Mediterrâneo e está separada do continente pelo estreito de Messina. A ilha da Sicília sempre refletiu em sua cultura e tradições, a duplicidade advinda de sua posição geográfica: independente, e ao mesmo tempo, ligada ao restante da Itália. Ao longo de sua história, a Sicília foi colonizada, dominada e miscigenada por inúmeras civilizações. Essa diversidade pode ser verificada na sua cultura, arte, culinária e dia a dia.

Ler mais

Vinhos do Vêneto

É muito provável que um dos nossos primeiros contatos com vinho tenha sido com algum exemplar do Vêneto. Nos anos 70 e 80, poucos vinhos conseguiam “entrar” no Brasil, as importações eram restritas e os impostos, altíssimos. Nessa época, um dos poucos exemplares que conseguiu vencer essa barreira foi o famoso “Bolla Valpolicella”. Era um vinho fácil de tomar, pronto para consumo.

Ler mais

Vinhos da Toscana

Caros confrades, um novo escândalo está abalando o mundo dos vinhos. Desta vez, as atenções recaem sobre a Itália. As safras mais recentes do prestigiado Brunello de Montalcino, um dos tintos mais celebrados do país, podem ter sido adulteradas.

Ler mais

Vinhos do Piemonte – Tintos (Parte 1)

Aos “pés dos montes”, essa é a explicação do nome da região. Assim como era de se esperar, a região é montanhosa, cortada por inúmeros rios que formam vales, onde a drenagem e a perfeita exposição ao sol favorecem o cultivo de uvas. O inverno costuma ser rigoroso e o verão quente costuma apresentar tempestades de granizo que podem comprometer a safra.

Ler mais

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén